Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de janeiro, 2016

A RESSURREIÇAO DE CRISTO

A RESSURREIÇÃO DE CRISTO Em um contexto sobre a ressurreição de Jesus, Paulo escreveu, em sua primeira carta aos Coríntios: “se é somente para esta vida que temos esperança em Cristo, somos, de todos os homens, os mais dignos de compaixão” (15.19). O que ele queria dizer era que, se Cristo não ressuscitou, a fé dos cristãos era “inútil” e eles, como os demais que confessavam outras religiões, continuavam “perdidos” e presos “em seus pecados” (15.17). Isso porque o pecado é a força que leva o homem à morte (15.56). Se Cristo não ressuscitou, essa força continuava ativa sobre a humanidade, separando-a de Deus.  Contudo, Paulo, prosseguindo em sua reflexão, afirmou que “de fato Cristo ressuscitou dentre os mortos” (15.20). Esse acontecimento histórico foi testemunhado por muitas pessoas. O apóstolo registrou que o Jesus, ressurreto, “apareceu a Pedro e depois aos Doze. Depois disso apareceu a mais de quinhentos irmãos de uma só vez, a maioria dos quais ainda vive, embora alguns j

A NATUREZA DA FÉ CRISTÃ

Qual a natureza da fé cristã? Essa é uma questão ampla que pode ser tratada sob diversos aspectos. Por essa razão, nesta postagem, vou ater-me a falar dela, da fé cristã, apenas enquanto estrutura de conceitos e disposição do espírito humano para crer e aproximar-se de Deus. Esse tema guarda especial relevância, pois só pela fé o homem pode alcançar Deus. A fé é a linguagem pela qual lemos e entendemos Deus.   A fé cristã é o termo usado para designar a grande estrutura de conceitos, eventos, narrativas e personagens que aparecem no processo de Revelação divina à humanidade. Ela afirma que o mundo e o homem foram criados por Deus; que o ser humano viveu um tempo na presença divina, em estado de perfeição; que ele, numa decisão própria, afastou-se do Criador e perdeu-se, vindo a deteriorar-se e a viver num processo de corrupção física e espiritual que culmina na morte (Gênesis 1-3).   Ela também professa que o próprio Criador entrou na humanidade, por meio do Filho, para abrir