Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de novembro, 2015

A HISTÓRIA QUE O ANTIGO TESTAMENTO CONTA

O texto do Antigo Testamento contém lei, história, poesia e profecia. Mas cada livro foi escrito dentro de um contexto histórico particular e uma grande História os perpassa, dando-lhes sentido. Conhecer essa História facilita o entendimento dos livros, de per si, e o texto inteiro como um todo. Qual História é essa que a primeira parte da Bíblia conta? A História que o Antigo Testamento conta começa com a criação do mundo por Deus. Depois que tudo estava pronto, Ele criou o homem e o designou para dominar sobre toda a criação (Gênesis 1.26). Durante certo tempo ele viveu em seu estado original de perfeição e comunhão com o Criador; mas um dia o homem tomou uma decisão inusitada, contrariando a orientação divina, e afastou-se de Deus. Esse fato alterou profundamente sua natureza pessoal. Seu corpo e seu espírito entraram em desequilíbrio, pois se desligaram da fonte que lhes nutria a vida. Assim, passaram a experimentar a dor e o sofrimento e ficaram sujeitos a um processo de degener

O TEXTO DO NOVO TESTAMENTO

Quando lemos hoje o Novo Testamento, estamos de fato lendo o texto que João, Paulo e os outros autores escreveram? Essa pergunta faz sentido para aqueles que buscam desenvolver uma fé madura e não ingênua, alicerçada na realidade dos fatos e não em fantasias e imaginações. A baixa durabilidade do papiro, material precursor do papel, em que foram escritos os autógrafos (manuscritos originais dos autores), levou ao rápido desaparecimento deles. Antes, contudo, eles foram copiados e recopiados, o que deu origem a milhares de variantes textuais.  Esse processo de transmissão do texto ocorreu por 14 séculos até ao surgimento da imprensa. Teria ele sofrido alterações significativas que comprometessem sua autenticidade? Vamos pensar essa questão sob três aspectos: a natureza das variantes textuais; a distância entre as cópias e os autógrafos; e a quantidade de documentos disponíveis. Com relação às variantes, os milhares que surgiram decorrem da grande quantidade de cópias feitas, mas elas, s

O TEXTO DO ANTIGO TESTAMENTO

O texto do Antigo Testamento que temos hoje em nossas Bíblias é confiável? Em que medida ele corresponde ao escrito inicial? Essa questão é relevante, pois trata de documentos que distam de nós até mais de três milênios e, dos quais, não dispomos de nenhum autógrafo (manuscrito original do autor). Ela constitui o cerne de uma ciência que, quando se refere a manuscritos bíblicos recebe o nome de “Crítica Textual” e, quando trata de textos filosóficos e literários antigos chama-se de “Ecdótica”.   Os autógrafos foram, provavelmente, escritos em pergaminho, isto é, pele de animais preparada para a escrita. Com o uso constante, eles se deterioravam e, então, eram reunidos para serem cerimonialmente enterrados, pois continham o nome sagrado de Deus. Mas antes disso, eles eram copiados; e aqui é que surge o problema. Os estudiosos concordam que nenhum copista seria capaz de reproduzir, fielmente, todo o texto hebraico do Antigo Testamento. Sim, eles cometiam erros e é por essa razão que ex